[Semana STCBM] O que aconteceu em Montreal?

Foto – Paul Henman.

Ontem, falei sobre o acontecimento bacana que motivou a letra de “Montreal”. Para quem não está familiarizado com a estória, segue uma descrição feita por uma pessoa de um dos fóruns da banda que esteve no local vendo o show:

Enquanto a música ia se desenvolvendo você podia perceber que algo estava faltando…era o taco de cricet (nota: controlador midi que o Steve Hogarth usa em várias músicas). Hogarth e um roadie lutaram contra essa coisa pelo que parecia ser uma eternidade. As teclas eram pressionadas e só eram emitidos sons horríveis, a música estava entrando em uma má espiral e o H estava realmente chateado. Tão chateado que, em um ataque de raiva, ele tira o taco de cricket do seu pescoço e bate com ele no chão, saindo do palco.

Ele então tenta usar seu teclado como substituto, mas esse também produz um som horrível. Essa música tem significado pessoal para o H, então você podia ver que isso o chateou bastante. Eu (junto com todos ali) batalhei com meus sentimentos de pena e desconforto enquanto assistíamos.

Ele meio que caminhou em direção a um dos baixos do Pete e fingiu ser empalado pelo headstock do baixo. Após isso, ele simplesmente sentou no pedestal da bateria, com as mãos na cabeça.

Depois disso, aconteceu o que provavelmente tenha sido o único episódio de crowd surfing em um show do Marillion. Veja os vídeos abaixo, de dois ângulos diferentes. Para a música inteira, além do resto do show, recomendo fortemente a compra do DVD Live in Montreal.

Para fechar, a letra de “Montreal”:

200 fates entwined inside the plane
We watched as England dropped away from us again
I wasn’t waiting, I wasn’t sure what I would find
I was prepared to let it happen on its own this time
I had a feeling I was floating into time spent amongst friends
Reintroduced from other strange and wonderful weekends
As the seat belt signs announced the fall
I realised I’d been falling for a while
We’d been falling for some time into Montreal

I saw ice upon the river as the plane came in to land
I heard Joni Mitchell singin’ her poems of isolation
The man at immigration said his friends all knew the band
Bizarre to come so far to an outstretched hand and easy conversation
We were welcomed through arrivals without the usual transatlantic fuss
And greeted by the fans who led us to the chilly street onto the bus

The snow had hung around on the corners of the vacant lots
And France was singing in the air of hi-rise North America
And as we made our way into the hotel hall
The man behind the desk broke a knowing smile, and said
“Hello sir, welcome back to Montreal.”

We hid away for the day in our identical rooms
Like we usually do
Another new bed, upside down in our heads
And afternoon was morning
And night was afternoon
Only the jet-lagged know the way I sleep tonight..

So I Skyped home and said “It’s me. How are you babe?
I can’t be with you but I can see you on the screen
Technology is wonderful when it isn’t in the way
The little one seems older now with every passing day
I hope the vibes are good. I’m behavin’ as I should
Going down to breakfast ..What time is it now there?
I’ll go shopping for shoes ..or whatever ensues
Je t’aime my darling, Je t’aime my darling
See you soon..”

We were invited to the circus – guests of honour if you please – by a girl with an eskimo name
And in the cafe of the Cirque ‘Soleil
We bought Easter-eggs from outer-space
40 different languages are spoken in this place
And inside the steel-glass building I gazed up at the trapeze
The building 30 metres tall – we watched the acrobat fall
He was quite safe
He was falling into Montreal

Down at the sports-bar the ice-hockey never ends..
Down at the sports-bar the ice-hockey never ends..

So up in my room I discovered Leonard Cohen on TV
Live in London. Aint that perfect symmetry?!
It warmed the heart to watch him float around the hall
Soaking up, reflecting, radiating
Just as I would, tomorrow night
On the outstretched tender hands, tender hands
Tender hands of Montreal

The fleur de lis was always kind to me
I’ll make the time if ever you should call
The fleur de lis was always kind to me
I’ll make the time if ever you should call
And so I shall…

Je t’aime my darling, Je t’aime my darling
Montreal

Anúncios

7 Respostas para “[Semana STCBM] O que aconteceu em Montreal?

  1. Pingback: Sounds That Can’t Be Made por 1 semana! | Script For Happiness·

  2. Grande Rodrigo!

    Faz muito tempo que não apareço por aqui!
    Ainda estou me acostumando ao novo álbum, mas estou mesmo ansioso com o show do Marillion aqui no Rio de Janeiro!

    Sudações! (Roberto Fraga)

    Ainda estou me acostumando ao novo álbum.

  3. Acabei de conhecer esse blog, por acaso. Sou do ABC Paulista. Assistirei o show em São Paulo e depois vou pro Rio curtir a apresentação de lá e aproveitar o feriado na cidade maravilhosa, com minha namorada. Em novembro iremos pra Europa e pretendemos assistir o show de Colònia. Muito interessante o blog, parabéns, Rodrigo! Encontrei por sorte, ao buscar informações sobre a letra de “Montreal”. Espero que a gente se encontre nos shows pra tomar uma e trocar ideias. Abraço e parabéns pelo trabalho!

    • Opa, seja bem-vindo então!

      Não imaginei que o blog ia atrir gente nova em tão pouco tempo depois da ressurreição, rs.

      E pode ser que gente se encontre nos shows sim. Fecho com cerveja sempre. 🙂

      Grande abs.

  4. Rodrigo,

    Então passeie pela Zonal Sul. Fique longe da Zona Norte! : )

    Ainda irei comprar os ingressos.

    Vocês vão de pista, camarote???

    Irei com o meu filho já que minha mulher detesta rock progressivo.

    Quem sabe não nos esbarramos por lá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s